4 dicas infalíveis para escrever uma campanha de Email Marketing - ELSKET - Copywriting
Muitas empresas não obtêm os resultados esperados simplesmente por não conseguirem produzir conteúdos web suficientemente relevantes e que captem a atenção do seu público-alvo na internet. Por isso é provável de que necessitem da ajuda de um Web Copywriter para produzir e transmitir as mensagens certas e conduzir o seu público-alvo à ação.
Web Copywriter, 2016, ELSKET, Agência, Copywriting, Sinais
16041
post-template-default,single,single-post,postid-16041,single-format-standard,cookies-not-set,none,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,vss_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
Elsket - 4 Dicas infalíveis para escrever uma campanha de Email Marketing

4 dicas infalíveis para escrever uma campanha de Email Marketing

Se está a dar os primeiros passos na produção das suas próprias campanhas de Email Marketing, existem algumas técnicas que pode aplicar tanto ao assunto como ao corpo de texto das mesmas.

Veja 4 dicas infalíveis para escrever uma campanha de Email Marketing:

1. Incentive os seus leitores a AGIR

Seja no assunto do email ou no corpo de texto, poderá optar por utilizar linguagem que incentive à ação como “Faça Já o Download do Ebook”, por exemplo, ou “Reserve já o seu lugar” para que os seus leitores saibam imediatamente aquilo que é suposto fazer quando abrirem o seu email.

Utilize linguagem de ação nos seus Call-To-Action

Os seus leitores têm muito pouco tempo disponível e por isso é provável que façam uma análise rápida dos seus emails, como um scan, para encontrar aquilo que procuram.

É por isso importante que inclua nas suas campanhas Botões de Ação (Calls-To-Action) que sejam extremamente claros e fáceis de identificar.

Existem dois elementos que tornam um Botão de Ação eficaz:

Um Bom Design: Deve apostar numa cor que se destaque do corpo do email para que o Botão seja imediatamente identificado;

Um Bom Copy: O conteúdo do seu botão é igualmente importante e este deve incluir linguagem sucinta, clara e orientada para a ação.

Veja um exemplo:

 

2. Personalize sempre que possível.

O primeiro passo para personalizar as suas comunicações é dividir a base de dados dos seus potenciais clientes por segmentos, ou seja, divida os seus contactos de acordo com dados demográficos (idade, sexo, localidade, etc) e/ou de acordo com as necessidades que identificou nos mesmos.

Quanto mais segmentada for a sua lista de email, maior capacidade terá para personalizar o assunto dos seus emails (subjects), por exemplo, e para providenciar conteúdo relevante para os segmentos que definiu.

Considere este cenário: É um vendedor de automóveis com uma vasta base de dados de clientes.

• Alguns deles procuram carros familiares, com vários lugares enquanto que outros preferem carros mais desportivos e menos espaçosos;
• Todos têm um orçamento diferente disponível;
• Alguns deles estão à procura de carros usados;
• Um certo grupo desses clientes apenas aceita carros de luxo, saídos da fábrica no máximo há dois meses;

Certamente que não iria apostar em enviar um único email e subject para todos estes diferentes segmentos na sua lista.

Poderia optar, por exemplo, por subjects como “Grande promoção de Carros Usados: Visite-nos!” e por outro que diria: “Gosta de carros de luxo e de velocidade? Venha conhecer o seu novo carro!”.

Cada assunto responde a necessidades diferentes, de dois segmentos totalmente distintos.

 

3. Escreva com clareza.

No que diz respeito a copywriting de campanhas de email, escrever com clareza deve ser sempre uma prioridade.

Se depois de escrever um assunto de email claro e conciso, conseguir também torná-lo atrativo para o seu público-alvo, mais próximo estará de produzir uma campanha de email eficaz, com taxas de abertura altas que lhe proporcionarão os resultados esperados.

Em resumo, o mais importante é que o seu subject seja extremamente claro quanto ao que o leitor irá receber quando abrir o email.



4. Faça coincidir o conteúdo do subject com o texto do seu email.

Em primeiro lugar, deve garantir que aquilo que o seu assunto promete, a mensagem do seu email cumpre.

Quando um utilizador não encontra no email aquilo que o assunto sugeria, essa falha poderá significar, no futuro, uma queda nas Taxas de Cliques (percentagem de utilizadores que clica nas campanhas enviadas) e, posteriormente, nas Taxas de Abertura (percentagem de utilizadores que abre as campanhas enviadas).

Agora que já sabe como escrever um subject que capta a atenção dos seus leitores, é altura de conquistar a sua atenção também no corpo de texto.

Deixamos aqui algumas das dicas que considerámos mais importantes:

– Seja relevante.

Tal como os assuntos dos seus emails, o copy das suas campanhas também devem ser personalizados sempre que possível.

Apesar de o assunto do seu email ser determinante, este pode não chegar para convencer os seus leitores de que a mensagem do seu email é relevante, por isso aproveite o primeiro parágrafo da campanha para explicar a razão porque está a enviar o email.

– Torne o email pessoal.

Uma boa maneira de tornar as suas campanhas mais pessoais é utilizar, por exemplo, pronomes como “seu” ou “sua”, orientando o conteúdo para o leitor e não para a sua empresa.

Existe um bom equilíbrio quando utiliza a linguagem na segunda pessoa que mantém o foco no cliente, não na marca. Esta é uma tática subtil que ajuda a sua empresa a concentrar-se no valor que as suas mensagens têm para os leitores.

– Seja breve.

Um dos principais erros cometidos por email copywriters é tentar colocar uma grande quantidade de informação na mensagem dos emails, o que faz com que os leitores tenham mais dificuldades em assimilar a mensagem e em interagir com os mesmos (clicar).

Para combater esta tendência, encontre uma maneira de resumir a sua mensagem e opte por disponibilizar links para o seu website que permitam aos seus leitores aceder a mais informações.

– Seja adorável.

Apesar de os emails terem como principal função partilhar informação, isso não significa que não possam ao mesmo tempo agradar os seus leitores.

Em alguns casos, um email pode ser uma ótima oportunidade para deixar transparecer a personalidade da sua marca, ajudando-o a construir uma relação sólida com os seus leitores.

Veja por exemplo esta campanha da J. Crew:

 


Em resumo, providenciar uma experiência agradável aos seus leitores e fazer com que estes acarinhem a sua marca depende da maneira como constrói o seu conteúdo e comunica com o seu público.

Gostava de começar a produzir campanhas de Email Marketing e precisa de ajuda? Veja os nossos serviços ou fale connosco através do email info@elsket.pt.

Marta Oliveira
marta.oliveira@elsket.pt
Sem Comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Conteúdo Protegido!